Difícil amar alguns



Têm pessoas que possuem uma facilidade de se fazer gostar.  São pessoas simpáticas, carismáticas, alegres e que automaticamente atraem os outros.  São pessoas que foram desde crianças fáceis de lidar.  Tinham boas notas, eram obedientes, comportadas, do tipo que não entram em discussão ou contrapontos.  Geralmente têm sucesso no que fazem.  Enfim, são ditas “fáceis de amar”.

Mas nem todos são assim.  Têm pessoas que já nascem mais difíceis e que precisam de maior paciência e tolerância.  Costumam serem mais rabugentas, briguentas, complicadoras e normalmente acabam se metendo em confusão. Algumas dão trabalho aos pais.  Outras dão trabalho na vida adulta com seu mau humor, acabando por ter condutas que afastam as pessoas.  Nem sempre têm sucesso no que fazem.  Mas estas pessoas chamadas de difíceis são geralmente as que mais precisam de amor.

Amar e demonstrar amor, quando tudo vai bem e a pessoa faz o que se espera e acumula sucessos, é bem fácil.  Complicado é incentivar, validar e amar pessoas que são mais difíceis.  Inclusive quando as coisas não saem como você desejava.  Especialmente se a pessoa não corresponde ao que você esperava e não dá as respostas que você havia sonhado.  Quando são pessoas somente da sua convivência você pode se afastar.  Mas quando envolve família ou a pessoa é objeto do seu amor, aí requer muito esforço e trabalho da sua parte para amar e manter o amor, apesar da outra pessoa não facilitar sua tarefa.

As pessoas não complicam com tudo porque querem.  Quem vai querer não se sentir amado, valorizado e estimado? Mesmo quando as pessoas, comumente os adolescentes, dizem: “tô nem aí”, isso não é verdade.  Portanto, você precisa, em algumas situações, se esforçar para não desistir da pessoa.  Quando envolve filho, então nem se fala.  É preciso que você esteja junto e confirme o seu amor.  Nos fracassos e nas burradas é que mais precisamos saber quem é que não deixa de gostar da gente, quem é que está junto apesar de nossas coisas feias e das nossas dificuldades.

Cris Manfro